CEV

Comissão Estadual da Verdade

Acessibilidade: A+ A() A-

 AGENDA

_________________________________

30.06 - Encerramento das atividades da CEV-AP

_________________________________



 Artigos

No mês de junho/2017, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, através da Coordenadoria de Geoprocessamento e Tecnologia da Informação Ambiental - CGTIA, apresenta o boletim de desmatamento. Para o levantamento, fez-se uma parceria com a UNIFAP, através do curso de Ciências Ambientais, onde os alunos realizaram uma pré-identificação dos polígonos de desmatamento. O resultado identificado no período analisado, não só aponta onde a degradação florestal cresceu, como também, procura dar um norte para as políticas ambientais estaduais, as quais devem, dentro do embasamento legal e institucional, conter ou mitigar o impacto ao meio ambiente.
Baixar Material
A Secretaria de Estado do Meio Ambiente vem por meio deste boletim, informar o valor estimado do desmatamento em áreas de Floresta do Estado do Amapá - 2013/2014. As taxas são bianuais, estimadas a partir dos incrementos de desmatamento identificados após o mapeamento de 13 cenas do satélite americano Landsat 8, com o auxilio dos valores do ultimo estudo feito e divulgado no Boletim 2011/2012. Podem-se encontrar os valores de desmates em Unidades de Conservação, Terras Indígenas, Municípios, Projetos de Assentamentos, Bacias Hidrográficas, Proximidades com estradas e o Acumulado em áreas de Floresta. As informações expressas nesse boletim tem como finalidade auxiliar o entendimento dos órgãos das esferas federais, estaduais, municipais e sociedade civil organizada, para o estabelecimento de políticas públicas voltadas a preservação da Amazônia.
Baixar Material
O presente documento “Boletim do Desmatamento no Estado do Amapá – Biênio 2011/2012”, divulga informações sobre o desmatamento em áreas de floretas no Estado do Amapá. A SEMA realiza relatórios bianuais sobre o desmatamento no Estado desde 2002, mas é a primeira vez que as informações são divulgadas em formato de boletim. Esperamos assim tornar as informações mais acessíveis a um número maior de pessoas, que sempre procuram esta Secretaria em busca de informações sobre este tema. Esta publicação traz um breve histórico sobre o desmatamento no Estado, considerando todos os relatórios já produzidos pela SEMA sobre este tema. Ênfase maior é dada ao Biênio 2011-2012. As análises realizadas trazem importantes informações sobre a relação do desmatamento com nossas áreas protegidas, identifica as bacias hidrográficas e os municípios mais atingidos e fornece informações sobre a dinâmica do desmatamento no Estado do Amapá.
Baixar Material
Este estudo corresponde ao relatório estimativo bianual 2009/2010 que aborda o incremento do desmatamento no estado do Amapá, elaborado pela Coordenadoria de Geoprocessamento e Tecnologia da Informação Ambiental - CGTIA da Secretaria de Estado do Meio do Amapá – SEMA através da análise de imagens ópticas de satélite. O Amapá pertence ao bioma Amazônia, o qual tem um índice significativo de formação vegetal original, mas que tem passado por várias alterações. Estas ocorrem em função da influência de fatores como a construção de estradas, assentamentos e aumento no processo migratório, que facilitaram a fixação de inúmeras atividades, dentre as quais podem ser citadas a urbanização, a agricultura, a pecuária, a mineração e a exploração madeireira (BECKER, 2005). Localizado no extremo norte do país e cortado pela linha imaginária do Equador, o Estado possui 142.814,585 km² (Res. nº 5/2002- IBGE), que corresponde a 3,70% da Região Norte e 1,67% do território brasileiro. Desde 2002, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente vem realizando o levantamento da quantificação e da distribuição espacial das áreas desmatadas no Estado. Para o desenvolvimento deste trabalho, a Secretaria utiliza ferramentas de geotecnologia, como softwares para o tratamento de imagens e para obtenção dos polígonos de desmatamento. O presente estudo fornece subsídios para as análises de impactos ambientais e serve como instrumento de suporte às ações gerenciais e à tomada de decisão, nas diversas instâncias governamentais.
Baixar Material
As ferramentas de Geoprocessamento utilizadas pela SEMA contribuem no aprimoramento dos trabalhos, pois a escassez de recursos humanos e a problemática de acessibilidades, comum na região amapaense muitas vezes dificultam o trabalho de monitoramento dos recursos naturais em campo. No caso da Secretaria de Meio Ambiente, a prática de uso das imagens de sensoriamento remoto em tais atividades proporcionam produtividade, otimização do tempo, confiabilidade e informações mais atualizadas. O uso de ferramentas tecnológicas torna-se necessário e contribuem para maior eficiência na garantia de um ambiente com qualidade.
Baixar Material
A Secretaria de Estado do Meio Ambiente - SEMA, consciente de sua missão, a partir de 2002 começou a fazer a estimativa da quantificação do desmatamento no estado do Amapá. O advento da construção da base cartográfica na escala de 1:100.000 propiciou esta iniciativa. No contexto deste relatório, entenda-se como desmatamento a retirada total da cobertura vegetal. Segundo o INPE (2008), este é o estágio extremo de desmatamento e é conhecido como corte raso, geralmente o solo pode estar coberto por resto de madeira morta ou por vegetação rasteira. Com o intuito de exercer suas atividades com mais eficiência a SEMA faz uso de tecnologias avançadas. Pode-se afirmar que no âmbito da Secretaria de Meio Ambiente as ferramentas de Geoprocessamento são imprescindíveis. Elas proporcionam ganho em produtividade, redução no tempo de execução, confiabilidade e qualidade às informações. As imagens de sensoriamento remoto, por exemplo, são ferramentas efetivas do monitoramento dos recursos terrestres
Baixar Material
A SEMA, através da sua Divisão de Geoprocessamento - DGEO, desenvolve desde 2003 o monitoramento sistemático da dinâmica de uso da cobertura vegetal do estado por meio de análise de imagens óticas de satélite. Este trabalho orienta a Secretaria nas ações de controle e educação ambiental uma vez que permite identificar as regiões que sofrem maiores pressões sobre o uso e exploração dos recursos naturais. Este relatório apresenta uma revisão nos dados de desmatamento até 2002 e atualiza os valores considerando os incrementos verificados entre 2002 e 2004.
Baixar Material
[ + ] Ver todos / Mande seu material

Rua Francisco Azarias da Silva C. Neto, nº 1, Beira Rio
Centro (Anexo à Casa do Artesão) - Macapá/AP - CEP 68.900-080
E-mail: comissaodaverdade.ap@gmail.com - Fone: (96) 32123121
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP
2018 - Licença Creative Commons 3.0 International

Amapá